0%
Deputado Estadual Traiano Presidente da Assembleia Legislativa do Paraná

Artigos

Missão cumprida, por Ademar Traiano Por Ademar Traiano | 01/04/2018

Compartilhe nas redes sociais

O governador Beto Richa (PSDB) deixa o governo em 6 de abril, passando o governo para sua vice, Cida Borghetti, para disputar vaga no Senado pelo Paraná. Um pequeno balanço mostra que o estado passou por uma pequena revolução nos últimos 7 anos.

Todos indicadores econômicos e sociais do Paraná melhoraram. Mas o dado mais surpreendente é o fato que o estado conseguiu, em meio a crise que paralisou a maioria dos estados brasileiros, produzir o maior ciclo de investimentos da nossa história.

Entre eles podemos citar a maior atração de empresas, maior pacote de obras rodoviárias, R$ 2,29 bilhões para obras urbanas em todos os municípios, 11 mil novos policiais contratados, milhares de novas vagas em penitenciárias, reformas e construção de milhares de escolas,  dezenas de hospitais e centenas de milhares de empregos.

O Paraná antecipou a crise e adotou medidas ousadas para enfrenta-la já no início de 2015. Os deputados tiveram a coragem aprovar as medidas. Hoje o estado vive uma situação fiscal privilegiada. Conquistamos as condições de elevar nossa capacidade de investimento em 2018 e para os próximos anos.

O Paraná se beneficia de ter enfrentado a crise na hora certa e dos resultados de programas arrojados, como o Paraná Competitivo, que atraiu R$ 43,5 bilhões em novos investimentos para o estado. Aumento de arrecadação e empregos.

Desde 2011, o Paraná é o estado que mais reduziu a pobreza. De 2011 a 2017, houve uma redução de 57% no número de pessoas extremamente pobres; enquanto no Brasil, a redução foi de 39%.

O Governo do Estado comemorou, na última terça-feira, que em seis anos do programa Família Paranaense, 331 mil famílias foram atendidas, e reduziu em 57,4% a extrema pobreza no estado. O estado levou obras, programas e serviços aos 399 municípios paranaenses.

A boa situação do Paraná não é um mero discurso. A agência internacional de classificação de risco Fitch, uma das mais importantes do mundo, anunciou, no último dia 15 de março, que o rating nacional de longo prazo do Paraná é de AA+ (bra) com perspectiva estável.

O estado recebeu a melhor nota entre todas as unidades avaliadas pela Fitch no Brasil. Estamos a apenas um degrau do nível AAA, o grau máximo de classificação de risco da agência, que só é atribuído a países do Primeiro Mundo. Esse é um dos atestados de missão cumprida pelo governo Beto Richa.

 

*Ademar Traiano é deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa e vice-presidente do PSDB do Paraná